Tag Archives: Mogi das Cruzes

Chocolate com pimenta

Primeiro domingo com temperatura abaixo dos 20ºC em minha cidade durante esse verão caótico. Dia tradicional de faxina em casa e de cozinhar algo que não seja enlatado, processado ou com mais conservantes que as necessidades diárias pedem.

Empolgada com o resultado do filé de peixe com molho gorgonzola, servido com cenouras e arroz integral, resolvi que seria boa ideia ter uma sobremesa a altura.

De preparo extremamente simples, este bolo de chocolate fica rico por conta dos detalhes. É assim:

Para o bolo, 3 xícaras de farinha de trigo, 1 xícara de chocolate em pó, 1 xícara de açúcar, 3 ovos, 1 xícara de leite, três colheres de sopa de manteiga e 1 colher de chá de fermento em pó. É só misturar tudo até obter uma massa homogênea e colocar para assar. Eu optei por uma assadeira grande, assim a altura do bolo não fica muito grande e a gente pode usar muito mais calda. <3.

Para a calda, essa linda, usei uma xícara de açúcar, 1 xícara de chocolate em pó, meia xícara de leite, uma colher de manteiga, duas doses de conhaque e… PIMENTA! Sim, pimenta. Eu usei uma mistura de pimenta preta e pimenta branca, moídas na hora… Cerca de uma colher de chá. Tudo na panela, mexendo sempre até engrossar e ficar em ponto de calda.

Aí foi só unir o útil ao agradável, ou seja, despejar a calda no bolo, e servir com aquele cafezinho passado na hora. Não tem coisa melhor.

Tagged , , , , , , , , ,

Varejão

Já escrevi aqui, no post Legumes Gratinados, sobre o Varejão, a famosa feira de domingo de Mogi das Cruzes. Sempre que posso vou até lá, mas confesso que com os dias corridos, domingo mesmo só penso em dormir até mais tarde; aí a feira vai meio que ficando de lado.

Pois foi quando minha mãe resolveu fazer uma visita semana passada que eu criei vergonha na cara e fui com ela até o Varejão. Mães adoram feira livre e, vamos combinar, realmente é tudo de bom.

O Varejão tem assim umas mais de 100 barracas. Não serei exagerada se chutar 200. É muito grande mesmo. Lá, os produtores locais têm espaço garantido para venderem seus produtos. E tem de tudo.

Frutas, verduras, hortaliças e legumes são de praxe. Tudo fresquinho, ao gosto do freguês. O tradicional pastel de feira, então? Nossa, incontáveis banquinhas.

Agora interessante mesmo é ver como a cultura oriental, tão presente em Mogi, se faz presente na feira. Seja na produção agrícola, como com os cogumelos variados e vegetais e frutas típicos do outro lado do planeta, seja pelas banquinhas de doces e salgados.

Há, no Varejão, banca de sushi e sashimi, guioza, tempura… E uma muito legal, de dorayaki, um doce gostoso quentinho, feito com uma espécie de pão de ló e recheio de creme. Very nice!

A presença oriental também pode ser observada nas bancas de flores – para delírio da minha mãe. Tem de orquídeas, árvores frutíferas, ervas e temperos frescos e outras plantas ornamentais. E por falar em ornamentais, também tem banca de peixinhos de áquario.

Peixaria, paella, galinhada, costela, frango assado, roupas, brinquedos, yakisoba… Ou seja, o Varejão é um excelente passeio de domingo em família. Vale super a pena conhecer.

This slideshow requires JavaScript.

Tagged , , , ,

Legumes gratinados

Consigo até sentir o cheirinho!

Final de semana delicioso em casa, de arrumação de armários, limpeza, salão de beleza e… Feira! Sim. Para quem não sabe, Mogi das Cruzes concentra grande parte da produção agrícola do Estado de São Paulo; graças às colônias japonesas que se instalaram por aqui no início do século passado. A variedade é tanta que a cidade tem um varejão diário de frutas, verduras, legumes e afins e, no domingo, a visita é obrigatória. Dezenas de barracas ofertam o que há de melhor e mais fresquinho da produção; sem faltar, claro, pastel, docinhos e delícias da culinária oriental. É demais.

Hoje marido e eu acordamos cedo porque eu queria montar uma jardineira de temperos em casa. Inspiração, claro, do Jamie Oliver, que me mata de inveja daquele orégano fresco, alecrim, manjericão e etc. Em meio a cerejeiras, bonsais e até peixinhos de aquário, voltei de lá com luvas de lã para enfrentar o frio com estilo, chapéu de palha para as festas de São João que teremos na semana que vem, um frango assado de televisão de cachorro que deixou o marido louco e alguns leguminhos para tentar começar a semana mais saudável.

Foi aí que coloquei couve-flor, brócolis e cenoura ralada na panela com água, sal e azeite de oliva honesto, bati ovinhos com pimenta do reino, requeijão cremoso e um parmesão fresco digníssimo, despejei tudo em um pirex, cobri com mais um pouquinho do mesmo parmesão e levei ao forno para gratinar. O resultado é a imagem que você conferiu ali em cima. Prato delicioso e nutritivo, que acompanhou o risoto do Jamie Oliver deste post aqui e um Salton branco frisante que comprei ontem para fazer um climinha com o marido.

Perfeição em forma de vegetais e queijo!

Ah, sim… E para a sobremesa, um delicioso pudim de leite condensado também trazido do varejão. Calda no ponto certo, furinhos, nada doce demais, muito menos enjoativo. Começamos com o potinho de massa de tomate, mas estava tão tão bom que acabamos com ele antes mesmo de levantar da mesa. Ah, o Domingo…

This slideshow requires JavaScript.

Post escrito enquanto Claude, Olivier e Nigella dão aquele toque mágico na GNT.

Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , ,