Tag Archives: Lena Dunham

Lena’s redemption

Post passado falei sobre como nos subtemos a um tudo para nos enquadrar em padrões que, nem sempre, são o melhor pra gente. Falava sobre Lena Dunham e seu vestido couture para a premiação do Globo de Ouro e como ela parecia sufocada dentro dele. (Quem quiser ler, venha por aqui).

O que mais me incomodou naquele vestido foi que Lena é pra mim quase que uma inspiração. Com corpo de gente normal, se veste – aparentemente – do jeito que quer e discursa proclamando a liberdade por aí.

Fiz uma catança de fotos dela por aí pra me lembrar que, apesar do deslize, ela é continua a inspirar.  Alguns cliques estão abaixo. Para ver outros, clique aqui.

Advertisements
Tagged , , , , , ,

Lena Dunham e o vestido do medo

Não sou formada em modas nem nunca trabalhei com isso. Sou, como muitas mulheres mundo a fora, apenas interessada pelo assunto. Não sou aficionada, já disse isso aqui, mas gosto de saber da história, das tendências, dos estilos… E estou sempre de olho nas pautas sobre o tema, até porque, vestir um corpo 48 não é fácil e, se você não estiver atenta às tendências ou até mesmo não souber o que é clássico, corre o risco de cair no lugar-comum das roupas pretas que “emagrecem” ou nas roupas de viscose que nossa tia-avó usa. Aí não dá.

Dito isso, gostaria de comentar – e deixo claro, mesmo que o texto fique redundante, sob meu particular e único ponto de vista – um look do red carpet do Golden Globe, que aconteceu ontem à noite.

Entre tantas estrelas lindas e bem vestidas, entre denúncias de monotonia e mesmice como este post do Petiscos manda, Lena Dunham, a escritora/atriz do momento, premiada por Girls, série favorita dos últimos tempos, deixou toda sua autenticidade de lado para entrar num vestido tão desconfortável a ela que ofuscou seu discurso e seu entusiasmo pelo feito. Isso sem falar na cor pavorosa da roupa, que a deixou apaga.

Ela mal conseguia andar, se mexer, falar… Ficou escorando nos outros e o pior, ao erguer a saia para dar passos tortos, quase mostrou o que não devia. Veja clicando aqui.

Oras, Lena, uma moça tão incrível, com ideias tão brilhantes, pode – e deve – vestir o que quiser, o que lhe cai bem, o que lhe faz sentir bem. Nós, moças que te admiramos, esperamos ver isso de você.

Como a gente gosta de ver

Como a gente gosta de ver

-).

Tagged , , , , , , ,