Tag Archives: Dieta

Comida e afeto

Bandeja de peixe do Jamie Oliver, adaptada pela minha mãe, que adaptou da Maria

Bandeja de peixe do Jamie Oliver, adaptada pela minha mãe, que adaptou da Maria

Tenho falado aqui há meses sobre levar uma vida mais saudável, me alimentar melhor, sem exageros etc. Desculpa habitual para fugir da dieta, no entanto, são os finais de semana, feriados e, principalmente, festas de final de ano, quando todo mundo dá aquela pisada na jaca e manda todos os exercícios e shakes diet pro espaço.

Pois eu tentei ser bastante ponderada nesse dezembro que passou e confesso orgulhosa que consegui, mas olha… Não foi fácil. A sorte é que eu tenho uma mãe que me compreende e me incentiva na dieta e amigas – sim, amigas, que eu visito todos os dias – virtuais como a Maria, do Diga Maria, que colocaram a mão na massa por mim e fizeram esta receita DIVINA dele, Jamie Oliver, que mais uma vez me encantou.

O resultado? Uma ceia leve e deliciosa que compartilho com vocês agora. Tá, ok, Natal e Ano Novo já passaram, né? Mas é uma receita para o ano todo, vai por mim.

Bandeja de peixe do Jamie Oliver, adaptada pela minha mãe, que adaptou da Maria

Para a bandeja

  • 4 filés de salmão (150 g cada), com pele, sem escamas e sem espinhos
  • 8 camarões grandes com casca (olha, eu sou alérgica a camarão, por isso o eliminei da receita. no lugar, usei batata salsa, a famosa mandioquinha, e olha… sem palavras sobre como ela ficou boa)
  • 1 maço de aspargos
  • 1 limão siciliano ou tahiti
  • 1 pimenta vermelha fresca pequena e sem sementes
  • 1 maço pequeno de manjericão fresco
  • 5 filés de anchova em conserva
  • 4 dentes de alho
  • 2-3 tomates médios
  • 4 fatias de bacon (eu tb não como bacon, mas mantive na receita para as outras pessoas que adoram)
  • Azeite, pimenta-do-reino moída na hora, sal

Coloque numa assadeira – grande e que possa ir pra mesa – os camarões e os filés de salmão com a pele para cima. Se for fazer com a mandioquinha, descasque, cozinhe e dispnha na assadeira. Elimine a parte dura do talo dos aspargos, tempere com sal e pimenta e os coloque na assadeira. Acomode também o limão cortado em quatro. Pique bem fina a pimenta vermelha e a distribua na assadeira junto com as folhas de manjericão. Desmanche os filés de anchova e os salpique pela travessa junto com o óleo da conserva. Esmague os dentes de alho com casca, coloque-os na travessa e regue com azeite. Corte os tomates em quatro e acomode-os. Distribua por cima as fatias de bacon e coloque a assadeira sob o grill quente, na prateleira do meio do forno, por 10 minutos ou até o bacon ficar crocante e o peixe cozido. Dica: se quiser montar a travessa com antecedência, deixe para cortar e colocar o limão na hora de levar ao forno.

Para o molho

  • Folhas de 1/2 maço de hortelã fresca
  • 1 maço pequeno de salsinha fresca
  • 1 dente pequeno de alho
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho tinto
  • 1 colher (chá) bem cheia de mostarda Dijon
  • 1 colher (chá de alcaparras
  • 2 pepininhos em conserva
  • 2 filés de anchova em conserva
  • 4 colheres (sopa) de azeite

Coloque num processador – ou num mixer, ou no liquidificador – as folhas de hortelã e as de salsinha (descarte os talos). Junte 1 dente de alho descascado, os filés de anchova, o vinagre, a mostarda, as alcaparras, os pepinos e o azeite. Bata até combinar tudo, experimente e acerte o sabor se necessário. Transfira para uma tigelinha e leve à mesa.

Jamie, Maria, mãe: OBRIGADA!

O post da Maria você confere clicando aqui.

Advertisements
Tagged , , , , , , ,

Resoluções de Ano Novo – Um balanço

Dia 27 de dezembro de 2011 escrevi este post aqui com minhas resoluções para 2012. Um ano se passou e, antes de fazer a lista de 2013, decidi fazer uma avaliação do que conquistei e do que passou em branco neste ano, para repetir os sucessos e eliminar as derrotas. Vamos comigo?

OMG.

OMG.

  • Obviamente emagrecer 52 Kg (tá; é exagero, mas a gente pede a mais e se contenta com o que vem); A briga foi feia e nem cheguei perto dos 30 Kg que, de fato, eram a meta. “Meu foco precisa de mais foco”.
  • Guardar dinheiro (inadmissível eu não ter meu “pé de meia” até hoje); ZERO. Sem falar que pedi demissão do emprego e saí sem indenização alguma. Definitivamente é um ponto que precisa ser trabalhado.
  • Trocar de carro; Nada ainda.
  • Mudar de casa, de cidade… Continuo em Mogi das Cruzes, temporariamente em Caraguatatuba. No entanto, não quero mais ir para São Paulo.
  • Abrir meu próprio negócio; Projeto em andamento. http://www.asarruda.com.br.
  • Sair mais; Ainda menos do que gostaria.
  • Cultivar melhor minhas amizades; Estou melhorando.
  • Me estressar menos; Não… Ainda sou a Miss TPM.
  • Começar o doutorado; Projeto em andamento.
  • Ler mais; Ok. Aumentei a quantidade de livros no ano.
  • Me vestir melhor; Ainda não como eu gostaria.
  • Manter minha casa mais arrumada; Ok.
  • Viajar para fora do Brasil; Ainda um sonho.
  • Viajar pelo Brasil; Paraty-RJ no Carnaval.
  • Ir a mais shows; Slash em 6/11/2012.
  • Aprender a costurar; Gargalhando neste momento.
  • Ficar rhycca, phamosa e phynna; Sem comentários.
  • Atualizar o blog com mais frequência; Ok, missão cumprida.
  • Ir mais ao médico (pelo menos para as consultas de rotina); Nenhuma consulta em 2012.
  • Voltar ao Kung Fu; Encontrar meu antigo professor em dezembro conta?
  • Me alimentar melhor; Ok, estou conseguindo.
  • Cozinhar mais; Ok, algumas receitas novas foram testadas.
  • Ser mais determinada; Hunn… Sei não.
  • Terminar aquilo que começo; Idem.
  • Cumprir a lista de resoluções… E aí? O que você acha?
Tagged , , , , , ,

Sobre prazos e metas

Marilyn: linda, loira e gordinha.

Marilyn: linda, loira e gordinha.

Todo processo de emagrecimento ou é lento, ou é doloroso, ou é sacrificante, ou todas essas coisas juntas. Não tem escapatória. Emagrecer é muito mais do que fechar a boca, praticar exercícios e contar calorias. Emagrecer é quase um estado de espírito em que você se encontra, ciente de que, para chegar ao peso ideal, sua vida não vai mais ser a mesma.

Quem diz que “come de tudo e não engorda” não faz a mínima ideia do que é, para quem tem problemas de sobrepeso e obesidade, emagrecer. A minha vida inteira foi assim: dieta atrás de dieta, decepção atrás de decepção.

Digo isso porque quem faz dieta sempre espera um milagre. Meu sonho, por exemplo, é ir dormir um dia e acordar magérrima na manhã seguinte. Quem nunca?

Pois bem, nessas, a gente estipula prazos malucos e metas absurdas que, se forem cumpridos, certamente te deixarão carente de nutrientes ou, pior, se não forem, o que é a coisa mais natural do mundo, te farão ficar frustrada e se sentindo a pior das fracassadas. Eu já experimentei as duas coisas.

Em um determinado período da minha vida, emagreci 17 quilos em menos de um mês simplesmente parando de comer. Sério. Eu não comia nada. O que aconteceu? Oras… Além de meu cabelo cair minha unha quebrar, minha pele ficar sem brilho e meu ciclo mestrual se desregular inteiro nos meses seguintes, a mudança foi tão radical e rápida que eu me olhava no espelho e não me achava magra. Legal, né? O resultado foi a história que já cansei de contar aqui: nos três anos seguintes eu engordei os 17 quilos e mais 13 adicionais.

A outra experiência, no entanto, é mais comum, porém não menos perigosa. Ao estipular emagrecer 5 Kg por semana, e subir toda sexta na balança e ver que nada disso aconteceu, a gente se sente derrotada e vai descontar as mágoas no primeiro pão doce que aparece na nossa frente. C’est la vie.

Para terem uma ideia, depois que estipulei emagrecer 30 quilos até o casamento da minha irmã, o que notoriamente não aconteceu, engordei mais 2 quilos. Frustrante? Imagina…

O que eu tiro disso tudo é simplesmente a introdução deste texto: emagrecer é um estado de espírito. Posso até ter uma meta, mas cumpri-la significa mudar toda minha vida e não simplesmente um período louco de abstenção e fome. Agindo assim, completo uma semana de exercícios físicos contínuos e de alimentação balanceada. A balança? Bem… Daqui uns dias me verei com ele. Volto para contar.

Tagged , , , , , ,

RECOMEÇO

Calçadão da Avenida da Praia, em Caraguá

Calçadão da Avenida da Praia, em Caraguá

Dia desses eu queria caminhar na praia; determinada a eliminar todos os quilos que a vida na capital me rendeu. Me dei conta, no entanto, que eu, que durante quatro anos fui atleta de competição (Campeã Paulista de Kung Fu – Boxe Chinês, muito prazer), não tinha em meu armário um par de tênis, uma calça de ginástica, uma camiseta, nada.

Comentei com a minha mãe o quanto aquilo era curioso, o quanto a vida da gente muda, o quanto nos permitimos nos deixar levar pelos mais diferentes motivos. Ela, com a sabedoria que só as mães têm, olhou para mim e respondeu:

– Pois agora você está tendo outra chance.

Não poderia haver outra frase mais adequada para aquele momento em que, depois de deixar São Paulo de lado, me vi no melhor litoral do Brasil para recomeçar. E essa chance não me escapa. De jeito nenhum.

Tagged , , , , ,

Linda e magra

Determinada a perder peso (agora que coloquei no blog, é um compromisso), passei o final de semana inteiro controlando a gula. Sim, porque o mais difícil das dietas são os finais de semana. Os barzinhos, as pizzas, os passeios no parque regados a sorvete e algodão doce.

Mas eu me controlei. Marido atacou a pizza quatro-queijos com borda recheada… E eu me controlei. Ele tomou Itubaina, e eu nem tchum. Ele bebeu cerveja com os amigos enquanto via o jogo do São Paulo, e eu nem petisquei um amendoin… Mas me aventurei a ir ao Varejão (mais informações aqui) e decidi fazer a minha versão light, vegetariana e saborosa de um prato que, acho, todo mundo gosta. A lasanha. O resultado foi o seguinte:

Tá sentindo o cheirinho?

15 tomates pelados e sem sementes, picados em cubos, reduzidos num refogado de 1/2 cebola roxa e 1 cebola branca, temperados com caldo de legumes e engrossados com uma colher de chá de açúcar mascavo.

3 abobrinhas fatiadas, temperadas com sal, pimenta do reino, curry e chimichurri, seladas na frigideira.

250g de ricota defumada, cortada em lascas finas.

Aí é só fazer camadas de molho, abobrinha e ricota em uma forma. Eu usei uma travessa de vidro – o famoso Pirex – porque fica bonito e colorido. Por fim, uma fina camada de parmesão fresco ralado, pra fazer aquela camadinha crocante e dourada que a gente tanto ama. 20 minutos de forno e, voilá! Lasanha prontinha, saborosa, deliciosa para um almojanta dominical cheio de preguiça.

Suculento!

Quem disse que comida vegetariana – e light – tem que ser feia e sem gosto está muito, muito enganado!

Cobertura crocante

Tropicalismo em alta

Tagged , , , , , , , ,