Tag Archives: Bagunça

Sábado por Domingo

Abri os olhos no domingo de manhã preocupada, mas o fato da cabeça não doer já era um alívio. A ressaca do final de semana passado foi uma das maiores da vida e eu não estava nem um pouco com vontade de repeti-la.

Saí do quarto, o primeiro baque: o colchão que deveria estar no quarto de hóspedes estava na sala e a Nêga, que não é boba nem nada, trocou sua caminha pela imensidão de espuma. Todos os bancos, cadeiras e apoios da casa também estavam lá, com algumas latinhas de cerveja, cinzeiros cheios e copos pela metade.

Descalça, percebi que não dava para pisar na cozinha sem um par de chinelinhos, pelo menos. O chão estava grudando. Apesar dos esforços de Karina, Talita e Silvia, nossa, ainda tinha muita louça para lavar.

Andei mais um pouquinho e, na área de serviço, além de uma camada imensa de jornais forrando o chão, as latinhas proliferavam. Não paravam de aparecer. Isso sem falar nas garrafas de lambrusco e tequila. Depois do baque inicial, pensei: “Eh… Acho que vou comprar um vasinho de flores para a vizinha!”.

Mas depois, pensando bem, lembrei das risadas, da comida boa, das conversas dos amigos e cheguei à seguinte conclusão: se ela não tem amigos, dane-se. Eu tenho e os meus são os melhores do mundo!

E, foi tudo tão bom, mas tão bom, que nem foto lembramos de tirar. Tem uma do Pingo com a boca cheia, mas acho falta de respeito com meus leitores essa publicação. Então, achei essa, homenagem à Dri e sua fabulosa torta de limão. #QueroMais! (e que venha a multa do condomínio!)

Já pode casar

Advertisements
Tagged , , ,
Advertisements